quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

REPASSANDO....

FONTE:http://www.planejamento.gov.br/noticia.asp?p=not&cod=9272&cat=26&sec=11


PORTARIA REAJUSTA CONTRAPARTIDA
 DO GOVERNO NOS PLANOS DE SAÚDE
 DOS SERVIDORES



Tabela é ampliada para 10 faixas,
 com valores entre R$ 82 e R$ 167, 
conforme a idade e a renda

Brasília, 28/12/2012 – A partir de 1º de janeiro, 
será reajustado o valor pago pelo governo
 federal como reembolso nos planos de saúde dos
 servidores públicos federais e seus dependentes.
 De acordo com a Portaria 625, publicada no Diário
 Oficial da União de 24/12, os valores per capita no
 custeio da assistência à saúde suplementar ficarão
 entre R$ 82,83 e R$ 167,70.
A variação se dá conforme a idade e a remuneração
 do servidor, ou seja, quanto mais elevada a faixa etária
 e menor a renda, maior é a contrapartida da União. 
Assim, a maior contribuição do governo é destinada 
os servidores (ou dependentes) na faixa com 59 anos 
ou mais e com remuneração até R$ 1.499. Já os mais
 jovens e com maior renda receberão menos. O menor 
reembolso vai para quem ganha mais de R$ 7.500 e
 tem até 18 anos.
A nova tabela foi ampliada para 10 faixas etárias e
 o reajuste obedeceu ao mesmo processo de equidade 
que rege a concessão do benefício: privilegiou as
 faixas etárias mais altas e os servidores com menores salários.
 Estes últimos tiveram aumentos de até 30% em relação 
à tabela anterior, cujos valores variavam entre R$ 72 e R$ 129.  
O benefício da saúde suplementar é regido pela Portaria
 Normativa SRH nº 3, de 30 de julho de 2009 que estabelece
 orientações aos órgãos e entidades do SIPEC sobre 
a assistência à saúde suplementar do servidor ativo,
 inativo, seus dependentes e pensionistas.

Nenhum comentário: