sexta-feira, 19 de junho de 2015

REPASSANDO.....

Fonte:ttp://www.asct.org.br/


ASCT se reúne com RH 

Foi discutido o reenquadramento dos anistiados,
Portaria 876, Qualidade de Vida no Trabalho e
Plano Anual de Capacitação. 





Na quarta-feira, 17/06, a ASCT se reuniu com representantes
do Recursos Humanos do MCTI para discutir o
reenquadramento dos anistiados, Portaria 876, 
Qualidade de Vida no Trabalho e Plano Anual de Capacitação.
Como acordado com a Secretária Executiva, Emília Curi, 
será criado um grupo de trabalho para analisar o processo 
de enquadramento dos anistiados. Na reunião, foi decidido que
o grupo será composto por três pessoas: um diretor da ASCT, 
um servidor do RH e alguém de fora da
administração central do  MCTI.

Quando os anistiados foram reenquadrados no serviço público,
a remuneração foi fixada por uma tabela, baseada no tempo
de serviço exercido. Como a maioria dos empregados públicos
tinham no máximo 3 anos de trabalho, foram reenquadrados no
nível 1 e permanecem até hoje, pois não possuem progressão,
nem promoção. Sobre esse assunto, o Recursos Humanos 
entrou em contato com o Ministério do Planejamento, 
que sinalizou não concordar com a estagnação na tabela.
O RH reformulará consulta ao MPOG.

Na reunião a ASCT também sugeriu alterações no texto 
da Portaria 876, referente ao afastamento de servidores para
participação em programa de Pós-Graduação Strictu Sensu.
Uma das alterações propostas é que não será necessária 
apresentação das matérias a serem cursadas no semestre,
poderá ser apresentada as matérias ofertadas no semestre anterior.
Outro ponto que poderá ser alterado será que a chefia imediata não
analisará se o tema da pesquisa está de acordo
com o Plano Anual de Capacitação,
quem o fará será o RH, pois tem mais autoridade para isto.

A ASCT também explicitou a necessidade de trabalhar em 
uma portaria que estabeleça critérios de apoio ao 
financiamento por parte do MCTI no âmbito da licença capacitação,
visto que alguns órgãos quando a concedem pagam as taxas,
as passagens e outros gastos dos servidores.
Outro tema que a ASCT vem trabalhando junto ao
Recursos Humanos é a Qualidade de Vida no Trabalho.
O RH informou que a pesquisa foi encerrada no dia 12/06, 
e os dados ainda não foram analisados, mas assim que forem,
darão início a uma série de ações visando a satisfação dos servidores.
Simultaneamente estarão escrevendo o programa de
Qualidade de Vida no Trabalho. Informaram também que já 
estão executando algumas ações neste sentido, com o auxílio
de uma psicóloga e uma assistente social, estão realizando
entrevista estruturada e atendimento aos servidores.
O último tema da reunião foi o Plano Anual de Capacitação, 
a ASCT alegou que é necessário aprimorar o processo de 
levantamento das demandas do MCTI, bem como que seja 
realizado um planejamento dos recursos destinados a este fim. 
Além disso, foi abordado a ausência de planos de capacitação
de algumas unidades de pesquisa. O RH considera que a cobrança
às unidades de pesquisa, não compete a eles e sim ao Ministro, 
que tem autoridade sobre elas, mas concordam com esta necessidade. 
No dia 30/06, a CADGP se reunirá para discutir o fortalecimento 
e atuação no Plano Anual de Capacitação. E no dia 01/07 a ASCT
e o Recursos Humanos voltarão a se reunir para dar continuidade as discussões. 

Nenhum comentário: